SIMULAÇÃO REALÍSTICA COMO FERRAMENTA DE ENSINO- APRENDIZAGEM PARA GRADUAÇÃO DE ENFERMAGEM

RELATO DE EXPERIÊNCIA

Autores

  • Danuza Jesus Mello de Carvalho UFBA
  • Almerinda Rosália Luedy Reis UFBA
  • Aiara Nascimento Amaral Bomfim UFBA
  • Danielle Andrade Canavarro UFBA

Palavras-chave:

Enfermagem, Simulação Realística, Aprendizagem, Metodologia Ativas, Treinamento por Simulações

Resumo

São perceptiéis as mudanças e novas formas de ensinar- aprender pelas quais a trajetória educacional vem experienciando para atender os novos discentes em dias atuais, num contexto da tecnologia e informação imediata disponível aqualquer momento. A graduação em Enfermagem tem potencialidades para desenvolver atividades de cunho prático em diferentes cenários e agravos a saúde. O presente artigo tem como objetivo relatar a experiência vivenciada por docente do Curso de Enfermagem de um Centro Universitário Privado de Salvador na utilização da Simulação Realística como metodologia de ensino e aprendizagem. Trata-se de um estudo descritivo de natureza qualitativa, tipo relato de experiência, que discorre sobre a Simulação Realística como ferramenta de ensino-aprendizagem no curso de Enfermagem de um Centro Universitário privado de Salvador no ano de 2022. A experiência vivenciada permitiu algumas reflexões fundamentais para a prática profissional docente no curso e envolveu o planejamento pelo guia de orientação docente; a aplicação do Check List; a realização do Debriefing da experiência vivenciada e a aplicação do Objective Structured Clinical Examination (OSCE). A prática da Simulação Realística como uma metodologia de ensino- aprendizagem no curso de Enfermagem contribui para o aprendizado e possibilita aos acadêmicos vivenciarem situações do seu futuro ambiente profissional, potencializando o desenvolvimento de uma formação profissional crítica, reflexiva e humanística.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Danuza Jesus Mello de Carvalho, UFBA

Mestrado em Enfermagem e Saúde pelo PPGENF – UFBA, Especialista em Terapia Intensiva pela EEUFBA-UFBA.

Almerinda Rosália Luedy Reis, UFBA

Doutora em Enfermagem pelo PPMS-UFBA, Mestra em Enfermagem e Saúde pelo PPGENF-UFBA.

Aiara Nascimento Amaral Bomfim, UFBA

Doutoranda em Enfermagem e Saúde pelo PPGENF-UFBA, Mestre em Enfermagem pelo PPGENF-UFBA.

Danielle Andrade Canavarro, UFBA

Mestra em Gestão e Inovação tecnológica em emergência Sírio Libanês; Especialista em Terapia Intensiva-EEUFBA.

Referências

BARRETO DG, et al. Simulação realística como estratégia de ensino para o curso de graduação em enfermagem: revisão integrativa. Revista Baiana de Enfermagem, Salvador. 2014; 28(2): 208-214.

COSTARRO, et al. Tipos e finalidades da simulação no ensino de graduação em enfermagem: revisão integrativa da literatura. Revista Baiana de Enfermagem, Salvador, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/enfermagem/article/view/16589. Acessoem: 04 de abril de 2023.

GARBUIO D.C, DALRI M.C.B, CARVALHO E.C.D; Simulação clínica em enfermagem: relato de experiência sobre a construção de um cenário. Revista de Enfermagem UFPE on line, 2016. Disponível em https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/11388. Acesso em: 04 de abril 2023.

KANEKO R.M.U, et al. Simulação in Situ, uma Metodologia de Treinamento Multidisciplinar para Identificar Oportunidades de Melhoria na Segurança do Paciente em uma Unidade de Alto Risco. Rev. bras. educ. med., Rio de Janeiro, v. 39, n. 2, p. 286-293, 2015. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S010055022015000200286&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 04 de abril de 2023.

MINAYO M. O desafio do conhecimento científico: pesquisa qualitativa emsaúde. 14. ed. São Paulo: Hucitec; 2014.

OLIVEIRA S. N. D., et al. Da teoria à prática, operacionalizando a simulação clínica no ensino de Enfermagem. Rev. Bras. Enferm., Brasília, v. 71, supl. 4, p. 1791-1798, 2018. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S003471672018001001791&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 04 de abril de 2023.

Revista Digital. Buenos Aires - Ano 16 - Nº 156 - Maio de 2011. Disponível em: https://www.efdeportes.com/efd156treinamentoemreanimacaocardiopulmonar.htm#:~:text=Diante%20de%20um%20paciente%20em,preserva%C3%A7%C3%A3o%20da%20vida%20quando%20poss%C3%ADvel. Acesso em: 16 de fevereiro de 2020.

ZARY N, et al. Development, implementation, and pilot evaluation of a Web-based Virtual Patient Case Simulation environment – Web-SP. BMCMed Educ 6, 10; 2006.

Downloads

Publicado

2022-06-05

Como Citar

CARVALHO, D. J. M. de; REIS, A. R. L.; BOMFIM, A. N. A.; CANAVARRO, D. A. SIMULAÇÃO REALÍSTICA COMO FERRAMENTA DE ENSINO- APRENDIZAGEM PARA GRADUAÇÃO DE ENFERMAGEM: RELATO DE EXPERIÊNCIA. Revista Olhares, Salvador, Brasil, v. 1, n. 12, p. 127–136, 2022. Disponível em: https://publicacoes.unijorge.edu.br/revistaolhares/article/view/15. Acesso em: 21 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos