O USO DE MAPAS CONCEITUAIS NOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA

UMA PROPOSTA PARA CONGREGAR GRANDES VOLUMES DE CONTEÚDO FORMATIVO

Autores

  • José Vicente Cardoso Santos Faculdade de Tecnologia SENAI
  • Vanessa Nascimento Monteiro Universidade do Estado da Bahia
  • Gilson Amorim Carvalho Universidade Federal da Bahia

Palavras-chave:

Mapa Conceitual, Aprendizagem Significativa, Mapa Cognitivo, Mapa Mental

Resumo

Nessa pesquisa considera-se o ensino de ciências em nível de pós-graduação têm apresentado grandes dificuldades em especial o volume grande de informações e conhecimentos e a pluralidade de formação dos alunos. Dessa forma, nesse cenário, o objetivo geral dessa pesquisa é analisar como os cursos de pós-graduação em Engenharia podem utilizar-se de Mapas Conceituais no âmbito educacional; e como objetivos específicos a verificar se os usuários acham que os MCs contribuíram para a melhoria de suas atividades; identificar se existem outras representações de cartografia cognitiva que os usuários consideram melhores que os MCs em programas de pós-graduação. Adota-se uma metodologia lastreada na revisão de literatura sobre a temática e afins e também classificada como qualitativa do tipo estudo de casos múltiplos de natureza exploratória no qual busca-se a proposta de uso de Mapas Conceituais em cursos de pós-graduação. Por fim tem-se uma forte recomendação para trabalhos futuros é a pesquisa exploratória do uso de mapas conceituais em cursos de pós-graduação em Engenharia de forma a corroborar ou não com as vantagens e desvantagens aqui elencadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Vicente Cardoso Santos, Faculdade de Tecnologia SENAI

Doutor em Modelagem Computacional e Tecnologia Industrial (Faculdade de Tecnologia SENAI-CIMATEC do Programa de Pós-Graduação em Modelagem Computacional e Sistemas Cognitivos na área de concentração de Sistemas Complexos.

Vanessa Nascimento Monteiro, Universidade do Estado da Bahia

Mestrado em Química Aplicada pelo PGQA – Programa de Pós-graduação em Quimica Aplicada pela Universidade do Estado da Bahia, UNEB.

Gilson Amorim Carvalho, Universidade Federal da Bahia

Mestrado em Ensino, Filosofia e História das Ciências pelo PPGEFHC da Universidade Federal da Bahia, UFBA.

Referências

ANDRADE, M. M. Introdução à Metodologia do Trabalho Científico. São Paulo. Editora Atlas. 2003.

AUSUBEL, D. P. & ROBINSON, F.G. School Learning. A Introduction to Education Psychology. New York. Holt, Rinehart and Winston. 1969.

AUSUBEL, D. P. Psicologia Educativa: Un punto de Vista Cognoscitivo.México. Editorial Trillas. 1978.

AUSUBEL, D. P. Aquisição e Retenção de Conhecimentos: Uma Perspectiva Cognitiva. Lisboa. Paralelo Editora. 2000.

ASSIS, G.A. (2002). Ambientes Virtuais Cooperativos e Colaborativos. Disponível em: <http://www.inf.ufrgs.br/~nedel/cmp513/12-cooperative-vr-p. pdf.> Acesso em 02 de nov. de 2005.

BASTOS, A.V.B. Mapas Cognitivos e a Pesquisa Organizacional: Explorando Aspectos Metodológicos. Estudos de Psicologia, vol. 7. Natal: Edufrn, 2002, pp. 65-77. Disponível em: <http://redalyc.uaemex.mx/redalyc/pdf/261/26170908.pdf >. Acesso em: 06 Ago 2006.

BOOTH, W.C., COLOMB, G.G., WILLIAMS, J.M. A Arte da Pesquisa. São Paulo, Editora Fontes, 2005.

BORUCHOVITCH, Evely. Learning strategies and school achievement: considerations for educational practice. Psicol. Reflex. Crit., Porto Alegre, v. 12, n. 2, 1999. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79721999000200008&lng=es&nrm=iso>. Acceso em: 06 Ago 2006.

BYARS-WINSTON, A. M., et. al., Metacognition and Multicultural Competence: Expanding the Culturally Appropriate Career Counseling Model. The Career Development Quarterly v. 54 no. 3 (March 2006) p. 187-201, Disponível em:<http://vnweb.hwwilsonweb.com/hww/jumpstart.jhtml?recid=0bc05f7a67b1790ef409bfd03ef7308d0993cbc9cd4ff50b3233de33c0f7202437505826199fc40c&fmt =P>, Acesso em 04 de ago. de 2005.

CAÑAS, A.J. et al (2000). Herramientas para Construir y Compartir Modelos de ConocimientoBaseados em Mapas Conceptuales. Disponível em: <http://www.ihmc.us/users/acanas/Publications/RevistaInformaticaEducativa/HerramientasConsConRIE.htm> Acesso em 02 de nov. de 2005.

CAÑAS, A.J. et al et al (2003a). The Network Architecture of CmapTools. Disponível em: <http://cmap.ihmc.us/Publications/WhitePapers/The%20Network%20Architecture%20of%20CmapTools.pdf> Acesso em 02 de nov. de 2005.

CAÑAS, A.J. et al. et al (2003b). A Summary of Literature Pertaining to the Use of Concept, Mapping Techniques and Technologies for Education and Performance Support em: <http://www.ihmc.us/users/acanas/Publications/ConceptMapLitReview/IHMC%20Literature%20Review%20on%20Concept%20Mapping.pdf> Acesso em 11 de março de 2006.

CRESPO, Nina María. La Metacognición: Las diferentes vertientes de una Teoría. . Rev. signos. [online]. 2000, vol.33, no.48 [citado 06 Agosto 2006], p. 97-115. Disponible em: <http://www.scielo.cl/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0718-09342000004800008&lng=es&nrm=iso>.

DUNLOSKY, J., et. al., Second-Order Judgments About Judgments of Learning. The Journal ofGeneral Psychology v. 132 no. 4 (October 2005) p. 335-46, Disponível em: <http://vnweb.hwwilsonweb.com/hww/jumpstart.jhtml?recid=0bc05f7a67b1790ef409bfd03ef7308d247b52c294241d42ab343c3c9029f3782caf4324f57fc239&fmt =P>, Acceso em: 04 Ago 2006.

ECO, U. Como se Faz uma Tese. São Paulo. 18ª ed. Editora Perspectiva. 2003.

FRANCO, E.M. Gestão do Conhecimento na Construção Civil: Uma Aplicação dos Mapas Cognitivos na Concepção Ergonômica da Tarefa de Gerenciamento dos Canteiros de Obras. (2001). Disponível em: <http://teses.eps.ufsc.br/defesa/pdf/1807.pdf>. Acesso em: 09 de set. 2006.

HOUAISS, Antônio e VILLAR, Mauro de Salles. Dicionário Eletrônico Houaiss da língua portuguesa. Rio de Janeiro, Objetiva, 2001.

JARDIM, S.A. MAPAS COGNITIVOS:, UM CAMINHO PARA CONSTRUIR ESTRATÉGIAS. Disponível em:<http://scholar.google.com.br/url?sa=U&q=http://www.artigocientifico.com.br/uploads/artc_1147098746_78.pdf > Acesso em 26 de out. de 2006.

KEALY, K. L., et. al., Characteristics Associated with Real and Made-Up Events: The Effects of Event Valence, Event Elaboration, and Individual Differences. Canadian Journal of Behavioural Science v. 38 no. 2 (Abril 2006) p. 158-75, Disponível em: <http://vnweb.hwwilsonweb.com/hww/jumpstart.jhtml?recid=0bc05f7a67b1790ef409bfd03ef7308d3bdaaf88a4c60bb37492a5a0c947e7a8a35ea19920c926cf&f mt=P>, Acceso em: 06 Ago 2006.

LOBO NETO, F.J.S. (2004). Educação a Distância: Regulamentação, Condições e Êxito e Perspectivas. Disponível em: <http://www.senac.br/informativo/BTS/282/boltec282e.htm> Acesso em 02 de nov. de 2004.

MACEDO, A.A. (1999). Explorando Tecnologias Hipermídia e de Trabalho Cooperativo em um Ambiente de Apoio ao Ensino. Dissertação de Mestrado. São Carlos, Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/55/55134/tde-08022001-140828/publico/DissMacedo.pdf>, Acesso em 11 de nov. de 2004.

MADRUGA, J.A., LACASA, P., Processos Cognitivos Básicos nos Anos Escolares. In: Desenvolvimento Psicológico e Educação. Vol I, Psicologia Evolutiva. Porto Alegre. Artes Médicas. 1995.

MADRUGA, J.A., Aprendizagem Pela Descoberta Frente à Aprendizagem pela Recepção: A Teoria da Aprendizagem Verbal Significativa. In: Desenvolvimento Psicológico e Educação. Vol II, Psicologia Evolutiva. Porto Alegre. Artes Médicas. 1995.

MARCONI, M.A., LAKATOS, E.M., 6ª ed., São Paulo, 2001.

MARTINEZ, M. E. What Is Metacognition?. Phi Delta Kappan v. 87 no. 9 (Maio, 2006) p. 696-9. Disponível em: <http://vnweb.hwwilsonweb.com/hww/jumpstart.jhtml?recid=0bc05f7a67b1790ef409bfd03ef7308d0993cbc9cd4ff50b779cf54426ba5691c3e3e2051f9f6d17&fmt =H>, Acesso em: 10 de setembro de 2005.

MOREIRA, M. A., Mapas Conceituais e Aprendizagem Significativa, (1997). Disponível em:<http://www.if.ufrgs.br/~moreira/mapasport.pdf>, Acesso em: 10 set. 2005.

MOREIRA, M. A. Uma Abordagem Cognitivista ao Ensino da Física. Porto Alegre, Ed. Da Universidade, UFRGS, 1983.

MOREIRA, M. A. Aprendizagem Significativa. Brasília, Ed. Universidade de Brasília, 1999.

MOREIRA, M. A. BUCHWEITZ, B. Instrumentos Didáticos, de Avaliação e de Análise de Currículo. São Paulo, Editora Moraes, 1987.

MOREIRA, M. A. Teoria de Aprendizagem. São Paulo, Editora EPU, 1999.

MOREIRA, M. A. MASINI, E.F.S. Aprendizagem Significativa - A Teoria de David Ausubel. São Paulo, Editora Centauro, 2002.

MOREIRA, M. A. Teorias de Aprendizagem. São Paulo, EPU, 1999.

MOULY, G.J., Psicologia Educacional. São Paulo. 9ª ed. Editora Pioneira. 1993.

NAVARRO, Elba Beatriz. Alfabetización Emergente y Metacognición. Rev. signos. [online]. 2000, vol.33, no.47 [citado 06 Agosto 2006], p. 111-121. Disponible em: <http://www.scielo.cl/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0718-09342000000100010&lng=es&nrm=iso>.

NOVAK, J.D. Uma Teoria de Educação. São Paulo. Editora Pioneira. 1981.

NOVAK, J.D., GOWIN, D.B. Learning How to Learn . Cambridge. Cambridge University Press. 1984.

NOVAK, J.D, CAÑAS, A.J. The Theory Underlying Concept Maps and How to Construct Them. , Disponível em:<, http://cmap.ihmc.us/Publications/ResearchPapers/TheoryUnderlyingConceptMaps.pdf >, Acesso em: 28 out. 2006.

OTANI, H., ed, et. al., Metacognition: New Issues and Approaches [Special issue]. The Journal of General Psychology v. 132 no. 4 (October 2005) p. 329- 63, 365-461, Disponível em: <http://vnweb.hwwilsonweb.com/hww/jumpstart.jhtml?recid=0bc05f7a67b1790e

f409bfd03ef7308d247b52c294241d42ab343c3c9029f3785a93bdcaabf76ef9&f mt=P>, Acesso em: 04 de agosto de 2006.

PEIRCE, C.S.Existential Graphics. (1909). Disponível em: <http://www.jfsowa.com/peirce/ms514.htm>. Acesso em: 06 de jul. 2006.

PERGHER, G. K.; STEIN, L. M. Compreendendo o esquecimento: teorias clássicas e seus fundamentos experimentais. Psicol. USP. São Paulo, v. 14, n. 1, 2003. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-65642003000100008&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 03 nov. 2006.

PERONARD, Marianne. La metacognición como herramienta didáctica. . Rev. signos. [online]. 2005, vol.38, no.57 [citado 06 Agosto 2006], p. 61-74. Disponible en la World Wide Web: <http://www.scielo.cl/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0718-09342005000100005&lng=es&nrm=iso>.

QUAAS, Cecilia y CRESPO, Nina. ¿Inciden los métodos de enseñanza del profesor en el desarrollo del conocimiento metacomprensivo de sus alumnos?. . Rev. signos. [online]. 2003, vol.36, no.54 [citado 06 Agosto 2006], p. 225-234. Disponível em: <http://www.scielo.cl/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0718-09342003005400007&lng=es&nrm=iso>. Acesso em: 04 de agosto de 2006.

RICHARDSON, Pesquisa Social - Métodos e Técnicas. 3ª ed, São Paulo, Editora Atlas, 1999.

RINCON, A. M., LIMA, C. E., FIGUEIREDO, F.Mapas Conceituais e Grafos Conceituais: Um Estudo Comparativo. Disponível em: < http://www.ulbrato.br/ensino/43020/artigos/anais2004/anais/carlosLimaMapasConceituaisEncoi nfo2004.pdf>. Acesso em: 06 de jun. de 2006.

SOWA, J. F. Conceptual Graphs. Disponível em <http://www.jfsowa.com/cg/>. Acesso em: 06 de junho de 2006.

SALOMON, D.V. Como Fazer uma Monografia. 10ª ed. São Paulo. Editora Martins Fontes, 2001.

TAVARES, R., Aprendizagem Significativa e o Ensino de Ciências, (2005)., . Disponível em: <http://rived.proinfo.mec.gov.br/artigos/2005-XXVIII%20ANPED.pdf>. Acesso em: 06 de jun. de 2006.

VELASQUEZ RIVERA, Marisol. Entrenamiento en el uso de estrategias para la producción de textos escritos en estudiantes universitarios. Lit. lingüíst. [online]. 2005, no.16, p. 281-295. Disponivel em: <http://www.scielo.cl/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0716-58112005000100016&lng=es&nrm=iso>. Acesso em: 04 de ago. de 2006.

Downloads

Publicado

2022-06-05

Como Citar

SANTOS, J. V. C.; MONTEIRO, V. N.; CARVALHO, G. A. O USO DE MAPAS CONCEITUAIS NOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA: UMA PROPOSTA PARA CONGREGAR GRANDES VOLUMES DE CONTEÚDO FORMATIVO. Revista Olhares, Salvador, Brasil, v. 1, n. 12, p. 227–240, 2022. Disponível em: https://publicacoes.unijorge.edu.br/revistaolhares/article/view/68. Acesso em: 26 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos